O mundo inteiro olha para os têxteis-lar hoje e amanhã em Guimarães

Pouco passava das 8h da manhã desta terça-feira quando directores de vendas das mais de duas dezenas de fabricantes de têxteis-lar portugueses entravam na Pousada do Mosteiro, em Guimarães, a dar os últimos retoques nos quartos daquela unidade hoteleira que lhes estão atribuídos para exporem os seus produtos de cama, mesa e casa de banho. Era o início da Guimarães Home Fashion Week (GHFW) que decorre esta terça e quarta-feira.

O aspecto pouco comum de utilizarem os quartos da Pousada como espaço de showroom tinha sido um sucesso na anterior edição do certame, modelo que os próprios expositores reclamaram que se repetisse este ano.

Organizada pela Associação Home From Portugal, que reúne um conjunto de empresas das mais conceituadas no sector de têxteis-lar que se impuseram nos mercados internacionais pela sua qualidade média/alta e alta, esta peculiar feira conta com o apoio do AICEP e tem como pivot Maria Alberta Canizes, funcionária do AICEP durante mais de 40 anos, agora reformada, e que no tempo em que ainda existia o Fundo de Fomento das Exportações tinha como tarefa, precisamente, a promoção dos têxteis-lar portugueses.

“Trazíamos a Portugal durante uma ano perto de uma dezena de importadores de alguns países”, diz, indicando origens como Canadá, Rússia, Polónia e EUA, para fazer negócios com os fabricantes portugueses. “O salto em frente foi dado com a organização desta feira. Agora trazemos nestes dois dias um número de clientes de todo o mundo que ultrapassa os 140”, explica.

Mas a esta feira vieram ainda por iniciativa própria potenciais compradores de países como Japão, Rússia e Polónia, entre outros. Também grandes armazéns Printemps, da França, e os alemães Tavo, que são um dos maiores produtores e vendedores de têxteis-lar germânicos e nesta deslocação a Portugal aproveitaram também para celebrar contratos com a Ach. Brito, conhecido fabricante de sabonetes e aromatizantes.

Pelo corredor e os dois salões que também ocupa a mostra na monumental pousada da Costa circulam ainda directores de compras de grandes marcas como a My House, da Austrália, Monoprix e Blanc Cerise, da França, Carrefour, de Espanha, Saphyr Pure Linene GMM Softline, dos EUA, a Casa Tex, da Grécia, a Domus Home, de Hong Kong, Marlys Stors, do Reino Unido, Alter Ego Home, Art Design e Alen Textile, da Rússia, a Make Sense, da Suécia e a Marie Claire Home, da Turquia.

Além dos clientes, também jornalistas de órgãos de comunicação ligados à produção e comércio têxtil dos cinco continentes circulam hoje e amanhã pelos corredores da histórica pousada e visitam algumas das mais representativas empresas da região.

A Guimarães Home Fashion Week, que representa a optimização da execução das “missões inversas”, propostas no projecto conjunto de internacionalização Portugal 2020, conta com a presença de 36 empresas, distribuídas pelos 27 quatros, a Sala do Capítulo e o Salão Nobre da pousada.

É a seguinte a lista:

Acl-Impex

Adalberto Estampados

Amr- Internacional

Apertex

Carvalho – Fáb. Tecidos Carvalho

Colmaco

Comfort & Inovation

Crishometex

Dolcecasa

Domingos Almeida

Domingos de Sousa

Fateba

Gamanatura

Gipanolar

Home Concept

Home Neiper

Isadora

J.F.Almeida

Jobitex

JPSHome

Lasa

Luzmonte

Lumatex

Mi Casa Es Tu Casa

Moretextile Droup

Mundotextil

Newplaids

Parallelcotton

Pereira da Cunha

Piscatextil

Rosacel

Seeds Concept

Sorema

Valentini Bianco

Texteis Leiper

Texteis Penedo

Data: 2017-06-27 13:29 
FonteJornal T